Osteopatia

Osteopatia é um método de tratamento manual e natural. Foi criado nos Estados Unidos no final do século XIX por Andrew Taylor Still. Segundo este médico, o corpo tem possibilidades de se reequilibrar, de se auto curar. Cabe ao osteopata a tarefa de normalizar as estruturas e deixar trabalhar a natureza. Isso explica o sucesso dos métodos de tratamento manuais, como a Osteopatia, que dão prioridade a uma estreita relação entre o paciente e o profissional. Entre eles existe uma relação mais pessoal, com o contacto privilegiado das mãos e do corpo.

A Osteopatia é uma técnica que lida o sistema músculo-esquelético. O objectivo é reequilibrá-lo, melhorando a postura e eliminando dores com à manipulação e massagens das articulações que são respostas nas suas posições.

Através das suas mãos, o osteopata coloca as articulações no lugar, melhorando os movimentos, a circulação e drenagem dos líquidos, o que proporciona ao paciente um maior bem-estar e menos dor.

Uma vez que o nosso corpo possui uma capacidade de cura e reequilíbrio, a Osteopatia baseia-se no tratamento e natural. A função do osteopata baseia-se no conhecimento profundo de anatomia, fisiologia e biomecânica do nosso corpo. Tem como função restaurar o equilíbrio da mobilidade sem dor, considerando que o movimento é a base do funcionamento do nosso organismo. É um meio utilizado para reencontrar uma postura adequada. Uma forma de sentirmos o corpo e entrarmos em contacto com as suas tensões e desequilíbrios.

O campo de acção da Osteopatia passa fundamentalmente pelo aparelho da locomoção, coluna vertebral, articulações, músculos, ligamentos, sistema visceral, certos desequilíbrios funcionais e osteopatia craniana. É ainda recomendada nos seguintes casos:

Dores cervicais, torcicolos, neuralgia cervicobraquial, dorsalgias, lombalgias, ciática, lesões desportivas, stress, irritabilidade, dores de cabeça.

As únicas ferramentas do osteopata são as mãos e a sua concentração. Este profissional utiliza uma técnica específica para cada tipo de tecido e de lesão a partir do seu exame inicial. Quanto o seu mais cedo se atuar no tratamento da disfunção osteopática melhor será o seu prognóstico.

Técnicas utilizadas na Osteopatia

Técnicas Estruturais

Técnicas Estruturais

– manipulação da disfunção vertebral com impulso de pequena ou alta velocidade.

Técnicas Funcionais

– No tratamento de compressão nervosa com a técnica de pontos gatilhos.

Técnicas Rítmicas e Miotensivas

– Bombeios, estiramentos e facilitação neuro-muscular.

Técnicas de Relaxamento

– Relaxamento muscular, massagem dos tecidos para libertar contracturas, espasmos e tensões faciais.

Trate e Aconselhe-se com os Nossos Terapeutas!

Marque aqui a sua Consulta, a realizar na nossa loja física.